"VIVAcidade - a gente mostra a cidade pra você!"                          "VIVAcidade - clique na vida! :)"                          "VIVAcidade - Em 2012, sinta a cidade de novo!"                          "VIVAcidade - a cidade de presente pra você!"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
21.01.2014. Falta mão de obra especial em Sorocaba

 (*) Equipe VIVAcidade

Sorocaba - Segundo a vice-presidente da Associação dos Profissionais em Recursos Humanos de Sorocaba (APRH), Vanessa Unterkircher, a cidade possui um parque industrial em crescimento e as empresas estão em busca da adequação à lei.

Contudo, o número de pessoas portadoras de necessidades especiais para suprir a demanda é insuficiente.

"O mercado está aquecido e as empresas estão aumentando seus quadros de funcionários, o que requer, também, mais profissionais portadores de deficiências", aponta a vice-presidente da APRH de Sorocaba.

A dificuldade aumenta à medida que o cumprimento da lei se faz necessário, não apenas às indústrias, mas a todos os segmentos de mercado.

A Lei 8.213/91, artigo 93, estabelece que as empresas com 100 ou mais funcionários devem preencher de 2% a 5% de seu quadro com reabilitados ou pessoas portadoras de deficiências. Entretanto, as companhias encontram grande dificuldade para cumprir estas cotas.

O Hospital Santo Antônio (foto), de Votorantim (SP), por exemplo, está com cinco vagas abertas para portadores de necessidades especiais no setor administrativo e, de acordo com a responsável pelo setor de Recursos Humanos, Ana Paula Nascimento, o hospital enfrenta, há meses, a escassez destes profissionais. "A maioria dos profissionais encontrados está empregada ou não possui disponibilidade para trabalhar", ressalta.

Na avaliação da vice-presidente da APRH, a exigência da qualificação profissional não deveria ser apontada como condição para contratação de um deficiente, mas, sim, a avaliação comportamental do candidato, sua disposição para aprender e crescer com a empresa.

"Precisamos enfrentar a situação com outros olhos. Não podemos exigir deles as mesmas qualificações de outros candidatos. Muitos deficientes não puderam ter acesso às mesmas oportunidades de estudo por diversas razões, mas estão dispostos a trabalhar e a aprender, cabendo à empresa oferecer treinamentos e capacitação", opina.

Além disto, de acordo com Vanessa, a empresa precisa se preparar para receber os deficientes, oferecendo estrutura apropriada e a equipe que atuará com esta mão de obra especial, igualmente deve estar preparada para integrá-los.

Neste sentido, o Hospital Santo Antônio, em parceria com o master coach Newton Abussara e com o apoio da ONG Inclusão Brasil, promove, atualmente, um projeto pioneiro de inclusão de deficientes físicos.

A primeira fase do projeto consistiu em um mapeamento dos setores onde os deficientes poderiam atuar, levando em consideração a necessidade, a estrutura do setor e a habilidade de cada indivíduo. "Detectamos, então, as vagas no setor administrativo e estamos recebendo currículos para posterior entrevista com os candidatos", conta Ana Paula.

Além do estudo dos setores, o projeto prevê a realização de um coach com as equipes do hospital que receberão os novos colaboradores, de modo que os enxerguem como pessoas iguais, capacitadas e produtivas.

Para Adalton Delanhesi, diretor do Hospital Santo Antônio de Votorantim, a experiência de inclusão dos deficientes nos setores hospitalares é única e, certamente, trará ótimos resultados para todo o time de colaboradores.

"O ambiente hospitalar já é, por si só, um ambiente de solidariedade e interação. A chegada desses novos colaboradores trará uma nova vivência a todos e ampliará a visão de ser humano que temos que ter, sempre, dentro de uma instituição de saúde", frisa.

Os interessados nas vagas especiais podem enviar seus currículos para os e-mails: vagas@hsav.com.br e rh@hsav.com.br ou entregá-lo, diretamente, no hospital, que fica na Avenida Santo Antônio, nº 150, bairro Barra Funda, Votorantim. Os currículos devem estar acompanhados do laudo médico atualizado do candidato.

(*) Equipe VIVAcidade - 21.01.2014

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central