"VIVAcidade - o mundo todo acessa a cidade"                          "Pedestre, evite pisar nos canteiros centrais das avenidas - Vivacidade Serviços"                          "Programe seu city tour pela cidade através da seção Pontos Turísticos >> Regiões - Equipe VIVAcidade"                          "Consulte os inéditos Mapas de Comércio e Serviços VIVAcidade cujas vias estão linkadas com suas respectivas listas - Equipe VIVAcidade"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
20.01.2012. A lei a favor das mortes em Sorocaba

 (*) Nossa Opinião

Sorocaba - Em dois dias, três pessoas morreram em Sorocaba vítimas de atropelamento, sendo duas crianças e um idoso.

As crianças, de um ano e meio e dois anos e que tiveram suas vidas ceifadas abruptamente no último dia 18, poderiam ter um futuro brilhante, fazer coisas importantes para a humanidade, não sabemos ao certo, mas não foi dado a elas o direito divino de terem essas oportunidades.

O idoso, depois de tanto contribuir para a sociedade sorocabana e para o País, no auge dos seus 82 anos, ainda com possibilidade de caminhar, coisa que muitos nesse Brasil não conseguem nesta altura da vida, foi também atropelado e morto no dia 17.

Acidentes de trânsito são comuns em todo o mundo, é verdade. O ser humano escolheu como objeto de locomoção e também de desejo o automóvel. Porém, em ambos os casos, o que nos chamou a atenção foi que os dois motoristas não eram habilitados e, além disso, não socorreram as vítimas.

Nos dois casos, não importa se as vítimas passaram na frente ou atrás dos veículos ou se a colisão foi inevitável. Provavelmente, serão os argumentos de defesa deles. O que deve ser discutido e colocado em pauta são as nossas leis penais extremamente brandas e arcaicas onde não existem punições adequadas para quem comete crimes contra a vida humana.

Para nossa razão não existe diferença entre pegar sem porte de arma um revolver calibre 38 ou pegar sem habilitação um veículo automotor. É provável que no segundo caso o risco de matar mais de uma pessoa de uma única vez ainda seja maior.

O que ocorreu nesta semana em Sorocaba, quando em ambos os casos o indiciamento foi por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, é uma vergonha além de ser um tapa na cara daqueles bem dados na própria sociedade.

A culpa não pode recair sobre os agentes públicos que indiciaram, já que apenas aplicaram a lei e, caso não o fizessem de maneira adequada, poderiam ainda reverter o problema para si mesmos já que a lei não estabelece a junção do fato de dirigir sem habilitação com a imprudência cometida pelo causador do dano. Se os motoristas forem punidos, no máximo deverão fornecer cestas básicas às famílias dos mortos.

Ainda que tivessem sido indiciados por "homicídio doloso" os dois motoristas em julgamento iriam responder e seriam julgados por júri popular, mas com pena que varia de 6 a 20 anos de prisão. Não raro, no Brasil, crimes até mais graves chegam a ser aplicados com pena mínima.

Em 2003, os namorados Liana Friedenbach (16 anos) e Felipe Caffé (19 anos) foram mortos pelo então menor de idade conhecido por Champinha. O casal, antes da execução, foi preso e mantido em cárcere privado por Antonio Matias, conhecido como Nojento. Este, além de ser dono da arma que estava nas mãos do menor executor, ainda ajudou na fuga de Champinha. Antônio Matias foi condenado a apenas 6 anos de reclusão.

(*) Equipe VIVAcidade - 20.01.2012

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central