"VIVAcidade - a gente vai direto ao ponto"                          "VIVAcidade - Sorocaba está bombando!"                          "VIVAcidade - a internet conectada com a cidade"                          "VIVAcidade - todas as vidas no coração da cidade"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
13.10.2010. Sorocaba fecha as portas para o turismo

 (*) Equipe VIVAcidade

Sorocaba - A cidade de Sorocaba, terceira maior população e economia do Estado, não tem programas turísticos e de lazer condizentes com o seu porte.

Neste último feriado, o Site VIVAcidade percorreu alguns pontos da região central bastante divulgados pelo poder público como locais de turismo e lazer e encontrou todos de portas fechadas.

O primeiro ponto a ser percorrido foi a Antiga Estação Ferroviária, onde foi divulgada a criação de um teatro e um futuro museu de arte contemporânea. Encontramos lá, o portão fechado com cadeado, o que impedia o acesso à parte interna do local, porém, vários veículos estavam estacionados no local, provavelmente de pessoas fazendo compras no centro.

O segundo ponto foi o Palacete Scarpa, outro imponente espaço cultural de portas fechadas.

O terceiro estabelecimento foi o Museu da Estação, também fechado.

O quarto ponto turístico, ao lado do Museu da Estação Ferroviária, conhecido Chalé Francês, também estava fechado.

Por último, tentamos visitar a famosa Maria Fumaça, locomotiva 51, também nas proximidades e não tivemos acesso à mesma.

Os locais acima citados são abertos somente às escolas, ou para grupos que agendem visitação. Esse sistema de promover a cultura e o turismo, como está sendo feito em Sorocaba, selecionando pessoas e grupos, não existe em nenhum lugar do mundo, pois não promovem lazer e cultura a todos com igualdade e muito menos geram receita para o crescimento do turismo da cidade.

A prefeitura de Sorocaba poderia até usar como argumento o fato de ser feriado e por este motivo os funcionários públicos não estarem trabalhando, porém, é justamente a falta de uma política pública direcionada - que teria funcionários fazendo revezamento e trabalhando justamente nos dias em que outras pessoas tiram folga para o lazer e o turismo -, é que permitiriam que Sorocaba definitivamente entrasse no mapa do turismo e da cultura do Estado de São Paulo.

Sabemos também que neste feriado de 12 de outubro, alguns pontos da cidade receberam eventos culturais em comemoração ao Dia das Crianças, mas esses eventos estão muito aquém do potencial da cidade.

Outros pontos turísticos de Sorocaba também poderiam receber visitações se tivessem calendários e fossem realmente abertos ao público. O primeiro exemplo é o Museu de História de Sorocaba. Este, antes vinculado ao Zoológico, quando não estava em reformas era aberto ao público. Hoje, separado por portões, praticamente não recebe mais visitantes. Mais distante do público, no bairro de Brigadeiro Tobias, o Casarão, que leva o nome do patrono do bairro, nunca virou museu de fato. Incluímos nesta lista, a Sala Fundec e a Usina Cultural, como locais pouco explorados como pontos de turismo para visitação pública em feriados.

Mais esquecidos ainda, sem nenhum tipo de política direcionada a visitação pública temos o Antigo Matadouro Municipal, o Museu da Indústria Têxtil e o Museu de Arte Sacra.

É inadmissível que preciosidades da cultura sorocabana vivam de portas fechadas a seus habitantes e aos turistas que vindos não só da região administrativa com mais de 2,5 milhões de pessoas, mas de diversos lugares do Brasil, escolhem Sorocaba como ponto de residência ou apenas de passeio e visitação.

Atualmente, os únicos programas de lazer e cultura garantidos a visitação em Sorocaba são a Praça 14 Bis, o Palácio dos Tropeiros, o Zoológico Municipal e os shopping centers. Excelentes locais, mas muito pouco para a grandeza e a importância da cidade.

Recentemente, Sorocaba também foi criticada pela imprensa local por não possuir mega livrarias e várias vezes foi criticada por não ter centro de convenções. A impressão que temos são duas: ou o sorocabano não gosta de cultura e turismo, ou os poderes públicos e privados não têm capacidade ou interesse de explorar esse mercado que cresce em todo Brasil e no mundo.

(*) Equipe VIVAcidade - 13.10.2010

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central