"VIVAcidade - apoiando a arte que transforma a cidade"                          "VIVAcidade - a visão total da cidade"                          "VIVAcidade - muito mais que imagens da cidade"                          "VIVAcidade - muito mais que vitrine da cidade"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
21.05.2010. Estacionamentos no centro de Sorocaba

 (*) Assessoria de Comunicação

Sorocaba - Medidas paliativas e ações isoladas não vão resolver os graves problemas enfrentados pelos comerciantes do centro de Sorocaba, nem mesmo pelos milhares de consumidores que freqüentam a região diariamente. Essa é a opinião do presidente da Acso (Associação Comercial de Sorocaba), Braz Cassiolato. Ele defende uma ampla e imediata discussão da situação para, em seguida, se implantar um projeto definitivo que abranja toda a cidade.

"Não adianta a Urbes decidir o que fazer com a Zona Azul [referindo-se ao estacionamento regulamentado], por exemplo, sem que os moradores, os lojistas, os pedestres e os motoristas sejam ouvidos sobre detalhes que, provavelmente, os técnicos desconhecem. Além disso, é preciso incluir os principais corredores comerciais da cidade, que também enfrentam problemas de estacionamento", justifica o presidente da Associação.

Braz falou sobre o assunto nesta quarta-feira (19) à noite, logo após uma reunião realizada na Acso e convocada pela própria entidade, em parceria com o Conseg-Centro (Conselho Comunitário de Segurança do Centro), para avaliar as questões comuns aos diversos segmentos que atuam na região central da cidade. Um dos principais temas discutidos foi o excesso de veículos nas ruas centrais e suas consequências, como a falta de vagas para estacionar nas vias públicas, a atuação irregular dos flanelinhas e os preços cobrados pelos estacionamentos particulares.

Respondendo aos questionamentos e denúncias apresentadas por Braz Cassiolato, pelos membros do Conseg-Centro e pelos empresários e moradores da área, o representante da Urbes – Trânsito e Transportes presente ao encontro, o assessor técnico José Carlos de Almeida, anunciou que a empresa já se decidiu pela terceirização da organização e exploração do estacionamento regulamentado. Segundo ele, uma licitação será aberta nos próximos meses para a escolha da empresa ou empresas que irão gerir o sistema na cidade. José Carlos não deu detalhes do projeto, mas adiantou que o estacionamento será controlado por meio de parquímetros e que terá integração com o sistema de bicicletas públicas gratuitas que a Prefeitura de Sorocaba pretende implantar.

Braz Cassiolato não se posicionou contra a solução apresentada pela Urbes para o problema da Zona Azul, mas pondera que a proposta precisa ser formatada de acordo com as necessidades de todos os setores envolvidos e inserida num projeto maior, que contemple a solução de outros problemas graves enfrentados por quem investe, trabalha ou compra no centro da cidade e de outros corredores comerciais.

O presidente da Acso apresentou sistemas adotados em outros municípios como opções para serem discutidas no debate. Ele destaca que a questão do estacionamento em vias públicas vem sendo adiada há muitos anos, causando prejuízos irreparáveis aos empresários e transtornos à população. "Mas não é por isso que devemos adotar a primeira proposta que aparecer e corrermos o risco de continuar amargando situações nocivas por mais um bom tempo", comenta.

Questões relacionadas

Para o gerente-financeiro da Acso, Rafael Nochelli, a questão do estacionamento é apenas a "ponta do iceberg". Segundo ele, os problemas do centro de Sorocaba são inúmeros. "Por isso, a necessidade de uma ampla discussão antes de tomar decisões". Nochelli relaciona muitas situações negativas envolvendo a região central da cidade, mas aponta a incapacidade do sistema de transportes coletivos de atender toda a população com qualidade e conforto como a raiz da maioria das reclamações da população.

O gerente da Acso dá um exemplo bem prático da situação. "Em sábados que antecedem datas comemorativas chegam a passar pelo centro de Sorocaba cerca de 120 mil pessoas e perto de 70% desse total vêm de carro. São, pelo menos, 40 mil veículos circulando e procurando local para estacionar em menos de 10 quilômetros de ruas. Mesmo que em todas as ruas seja permitido estacionar nos dois lados, ainda faltarão vagas para metade dos carros".

Por este simples raciocínio, Nochelli mostra que apenas a regulamentação da Zona Azul não será suficiente para resolver o problema da falta de estacionamento. Para ele, essa ação precisa ser acompanhada da melhoria do transporte coletivo e do incentivo ao seu uso. Uma das medidas defendidas por Nochelli é adequação da tarifa, atualmente de R$ 2,50, valor que considera alto.

Além disso, acrescenta o gerente da Acso, é preciso melhorar a segurança, a fiscalização do comércio irregular e, inclusive, a atuação dos comerciantes que, em muitos casos, não pensam no conforto dos consumidores.

Discussão

Braz Cassiolato e Rafael Nochelli esperam que a Prefeitura de Sorocaba tome a iniciativa de ampliar a discussão dos problemas do centro da cidade antes de adotar qualquer medida. No entanto, deixam claro que a Acso não pretende ficar de braços cruzados. A Associação está convocando seus associados e a população em geral a participarem de uma série de encontros que estão sendo programados para discutir o tema, assim como sugere que todos compareçam às reuniões que o Conseg-Centro promove periodicamente.

A agenda de encontros da Acso será divulgada dentro de poucos dias, mas o Conseg já marcou a próxima reunião para 27 de maio. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3331-1003.

(*) Associação Comercial de Sorocaba - Acso

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central