"VIVAcidade - a sua vida acontece na cidade, a sua cidade acontece aqui"                          "VIVAcidade - todo o turismo de Sorocaba na Internet"                          "VIVAcidade - a cidade no século 21"                          "Motorista: RADAR: 60 km/h na Av. Dr. Afonso Vergueiro próximo da EE Monsenhor João Soares no sentido bairro-centro"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
19.02.2010. Sorocaba tem Centro de Referência da Mulher

 (*) Assessoria de Comunicação

Sorocaba - Em Sorocaba, desde março de 2009, existe o Centro de Referência da Mulher (Cerem), que presta gratuitamente um atendimento interdisciplinar, especializado e contínuo às mulheres acima de 18 anos e residentes em Sorocaba. E a unidade não atende somente os casos que envolvem violência, o Cerem também auxilia as mulheres para solucionar outras questões.

Promovido pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Cidadania (Secid), com apoio e supervisão do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), o Centro de Referência tem como principal objetivo a construção da cidadania da mulher, ampliando seus conhecimentos sobre direitos e o entendimento sobre as relações de gênero.

No local, as interessadas recebem orientações jurídicas e atendimentos psicológico e social, que ajudam e orientam as pessoas que procuram pela unidade. De acordo com a Cidadania, todos os casos são sigilosos. "Aqui, as mulheres atendidas nos agradecem muito, pois se sentem apoiadas. Não resolvemos todos os problemas, mas só de dar um bom atendimento à mulher já conseguimos amenizar a sua dor. Isso é muito gratificante", declara a coordenadora da Coordenadoria da Mulher, Paula Andréa Vial Silva.

O Cerem funciona como um articulador de prestação de serviço de todos os órgãos existentes em Sorocaba. Por exemplo, em casos de violência contra a mulher, a entidade encaminha a pessoa à Delegacia de Defesa da Mulher e/ou à Casa Abrigo.

O Centro de Referência oferece vários serviços para as mulheres terem amplo conhecimento sobre seus direitos constitucionais. "Elas são acolhidas e encaminhadas ao atendimento especializado. Nosso objetivo é que, após o atendimento no Cerem, as mulheres saiam de uma forma estruturada, por meio da inclusão social”, declara a assessora técnica da Secretaria da Cidadania, Maria Aparecida Rodrigues Athayde.

Como funciona

Quando uma mulher passa pela porta de entrada do Centro de Referência da Mulher, ela é recebida pela assistente social que faz o “acolhimento”. Nesse primeiro momento, a profissional ouve, verifica os encaminhamentos necessários e a direciona para o profissional mais indicado que atua na unidade: a psicóloga ou a advogada.

Na área jurídica, a Secretaria da Cidadania oferece a mediação de conflitos na unidade como um braço da Câmara de Mediação, que funciona na sede da Secid. Além disso, a unidade também promove a conciliação, por meio do "aconselhamento conjugal". De acordo com a coordenadora do Cerem e advogada, Ana Cláudia Martini Fauaz, existem vários casos que são resolvidos durante a conciliação, onde o principal problema é a falta de diálogo do casal.

A unidade também oferece ajuda às pessoas que não são casadas oficialmente (os conviventes), mas têm problemas com a separação. Neste caso, a advogada pode fazer a homologação de acordo para a guarda de filhos, dos horários de visitas, da pensão e partilha de bens móveis, entre outras.

A coordenação do Cerem alerta que nem tudo pode ser feito na unidade, como nos casos de separação legal ou das partilhas de bens imóveis, por exemplo, que são encaminhados para a Justiça. "Nós encaminhamos a pessoa para procurar o órgão competente com toda a documentação necessária pronta, assim ela não precisará voltar ao local novamente por falta de orientação", esclarece Ana Cláudia.

Já na área psicológica, a profissional orienta e aconselha a "paciente" focando no seu trauma. O trabalho de psicoterapia é feito semanalmente. "A nossa ideia é ajudar a pessoa a compreender o que a faz viver essa situação", destaca a psicóloga Cristina Rosas. De acordo com ela, muitas vezes a vítima se identifica com o companheiro agressor. "A mulher que chega aqui está habituada a viver essa situação e a aceita como se fosse prisioneira. Ela tem de se valorizar", enfatiza Cristina.

O Centro de Referência da Mulher fica na Rua Armando Salles de Oliveira, 231, no Trujillo. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações pelo telefone (15) 3211.2548.

Mais de 500 mulheres já foram atendidas

De acordo com a Secretaria da Cidadania, desde a criação até fevereiro deste ano o Centro de Referência da Mulher já atendeu e ajudou mais de 500 sorocabanas. Em 2009 foram 348 mulheres e, nestes dois primeiros meses de 2010, 150.

A Cidadania fez um levantamento do perfil das mulheres atendidas no ano passado: das 348 pessoas que procuraram pelo serviço da unidade, 84% foi por casos de violência e, o restante, por outros motivos. Dos casos de violência, 42% foi agressão física, 39% por violência psicológica e 13% por violência patrimonial. Por último está a agressão moral e a sexual, com 3% cada.

Ainda, neste levantamento, foi verificado que a maioria das mulheres atendidas está na faixa etária entre 18 e 52 anos, é casada (39%) ou "convivente" (26%). Outra questão estudada foi a região de moradia: 69% são moradoras da Zona Norte, seguida por 19% da Zona Oeste, 19% da Zona Leste e 2% da Zona Sul.

Entre os serviços prestados pelo Cerem, a maioria das mulheres procurou pelo serviço social (39%), seguido da orientação jurídica (39%), da mediação de conflitos familiares (13%) e do atendimento psicológico (10%).

(*) Prefeitura de Sorocaba

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central