"VIVAcidade - o melhor do turismo receptivo na Internet"                          "VIVAcidade - cidadania sem fronteiras"                          "VIVAcidade - sua cidade, nossa paixão"                          "VIVAcidade - a rede colaborativa que faltava na sua cidade"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
11.03.2009. Crise afeta mercado de comunicação

 (*) Agência de Notícias

O mercado de comunicação está sentindo o impacto da crise em seus negócios. Pelo menos foi o que disseram 89% das agências que responderam à segunda pesquisa da Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom) sobre ambiente de crise.

No primeiro levantamento, realizado em outubro, pouco depois de a crise estourar nos Estados Unidos, 63% estavam otimistas, acreditando que seus negócios não seriam afetados, e 53% relataram que sentiram o impacto. Mas a solução para evitar consequências drásticas está dentro das agências.

Para o presidente da Abracom, Ciro Dias Reis, esse é o momento de elas mostrarem que podem ir além dos serviços prestados e conhecidos pelas empresas. “Cabe às agências identificar as oportunidades de serviços diferenciados que as empresas necessitam”, observou Dias, em entrevista ao Comunique-se.

Ele acredita que 2009 será um ano de desafio para o setor, o que vai permitir que as agências e profissionais do mercado cresçam em suas especializações. “Muitas empresas vão descobrir o potencial que nossas agências podem oferecer. Muitas vão ver que seu parceiro pode fazer mais e com olhar mais estratégico. Toda essa nossa expertise tende a ser valorizada”.

Ele afirma que a prova de que esse é um momento de inovar é que a pesquisa aponta que 50% tiveram oportunidades de negócios desde o início da crise e 61% informaram que não houve queda no número de prospecções/concorrências para novos projetos. “Eu tenho caso de clientes que demandaram atividades específicas em situações de crise. Você pode realocar recursos de outras áreas para atividades mais emergenciais. E há empresas que fazem sacrifícios para gastar mais do que estavam gastando, e sabem que precisam de uma atividade específica neste momento. Nossa atividade tem viés estratégico para as empresas”.

Trinta por cento das agências já receberam de seus clientes demanda para o enfrentamento dos efeitos da crise.

Outros números

Das empresas entrevistadas, 25% tiveram corte de contratos em andamento, 24% relataram suspensão de projetos, enquanto 17% renegociaram fee em andamento e mais 17% renegociaram fee na renovação de contratos.

Em outubro do ano passado, na primeira pesquisa, 29% tiveram que rescindir contratos tendo como justificativa a crise financeira e 13% substituíram contratos de longo prazo por projetos de curta duração.

Com o cenário econômico atual, 66% das empresas já sabem que terão que reprogramar seus investimentos.

Demissões

Até agora, 12% realizaram demissões e 24% planejam cortes se houver queda na demanda de serviços. Para Ciro Dias, os números não são nenhuma surpresa. “Não há setor que vai agir diferente. Se a demanda for reduzida, ninguém pensa em preço. É natural que haja preocupação de casar receita com despesa e que haja encolhimento de colaboradores nas agências. É bom lembrar que nos dois últimos anos, pelo menos até setembro, outubro do ano passado, houve expansão no setor. As empresas ampliaram. Não acho que seja um número preocupante”.

O presidente da Abracom está otimista. "Como nosso setor é dinâmico, tem capacidade de criar alternativas, eu imagino que esse retrocesso pode ser compensado ao longo do segundo semestre".

Resultados

Para 42% das agências que responderam ao levantamento, o resultado do faturamento no último trimestre já foi afetado pela crise. Em 2008, 48% das agências faturaram no mesmo nível que em 2007, 39% faturaram mais que no ano anterior e 13% tiveram resultados piores. O panorama é o mesmo para 2009.

Para a maioria, os três serviços que serão mais afetados com essa crise serão os de eventos, assessorias de imprensa e publicações.

A pesquisa

O levantamento, realizado na última semana de fevereiro, teve a participação de 38 empresas, dentro de um universo de 304 agências associadas em todo o Brasil.

Por Miriam Abreu.

(*) Comunique-se

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central