"Atenção eleitor: vote apenas em candidatos com "Ficha Limpa""                          "VIVAcidade - a gente mostra todos os serviços públicos da cidade"                          "VIVAcidade - viva positivamente na cidade"                          "VIVAcidade - tem cidade até no nome"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
19.02.2009. Imprensa de Sorocaba gosta do poder

 (*) Luís Renato Cruz Vieira de Andrade

"É um estranho desejo buscar o poder e perder a liberdade" (Francis Bacon).

Em Sorocaba foram criados vários cargos biônicos na Câmara Municipal, mas o que mais está chamando a atenção é o de Chefe de Comunicação Institucional da Câmara cujo salário mensal ultrapassa os R$ 10 mil.

Numa única sessão que durou poucos minutos, os vereadores aprovaram todos os cargos na véspera do Carnaval, assim o povo esquece, cai na folia e não se fala mais no assunto.

Com a lambança ocorrida na Câmara por conta da criação destes cargos sem o mínimo apoio da opinião pública, a instituição legislativa de Sorocaba vai precisar de muita publicidade para apagar a imagem negativa e ditatorial que vem apregoando ao longo dos anos.

A pessoa indicada ao cargo de jornalista é ligada a um jornal impresso de Sorocaba e ainda trabalha numa rádio. Esta relação pode deflagrar na ocultação das informações ou a manipulação de fatos da Câmara de Sorocaba por tais veículos noticiosos.

Tal “rabo-preso” irá formar a opinião pública a favor da Câmara através das mídias em que a jornalista trabalha. Ela não mais poderá criticar a Câmara Municipal e os vereadores.

A jornalista ganhará exclusividade quanto às notícias da Câmara, o que pode gerar monopólio de informação. Tal prática é totalmente anti-ética, pois estaria usando o cargo em benefício pessoal.

Os veículos de comunicação em que a profissional trabalha podem influenciar em projetos para beneficiá-los tanto na prefeitura quanto na própria Câmara, gerando tráfico de influência, o que é imoral.

Ao escolher trabalhar num cargo público, a jornalista deveria se desvincular das mídias em que atua para que pudesse realizar um trabalho jornalístico isento e sem direcionamento das informações.

O cargo que irá presentear a jornalista com R$ 10 mil mensais de mão beijada (dinheiro que sairá do bolso do sorocabano) já está condenado pela população devido às circunstancias em que foi criado. É um cargo biônico e dado de presente como moeda de troca pelas articulações políticas feitas antes das eleições.

Era para o marqueteiro da campanha de Vitor Lippi aceitar o cargo. Ainda que também não se concorde, tal aceitação poderia ser mais bem justificada ao público já que ele fez a campanha vitoriosa da reeleição do prefeito.

A única justificativa para a jornalista ganhar o cargo é a de que ela fez campanha para os vereadores ou para o prefeito nas mídias onde trabalhou e ainda trabalha. Como se sabe, as mídias fazem isso através de entrevistas, matérias laudatórias (puxação-de-saco), etc.

Ainda não se sabe se o cargo é mesmo necessário em um momento de crise econômica em que se espera a redução de gastos públicos. O salário é considerado astronômico já que tem jornalista em Sorocaba ganhando menos de 1000 reais por mês, alguns trabalhando voluntariamente, se virando como podem, etc.

A existência do cargo de Chefe de Comunicação Institucional da Câmara é um mau exemplo para a população e para os jornalistas do futuro que irão atuar de forma maquiavélica, fazendo de tudo para atingir o poder, praticando um jornalismo de oportunismo.

Alguns jornalistas não comentam muito o fato da existência do cargo biônico da jornalista marajá. Preferem desviar o foco da discussão para os vereadores. Alguns colocam “panos quentes” nos assuntos que podem prejudicar seus relacionamentos com o poder, não criticando absolutamente nada, como se Sorocaba fosse apenas uma “Ilha da Fantasia” cheia de festas e de gente bonita.

(*) Luís Renato Cruz Vieira de Andrade é especialista em Comunicação pela ECA-USP e sócio-diretor do site VIVAcidade em Sorocaba.

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central