"VIVAcidade - todas as artes no coração da cidade"                          "Ecologia: selecione o lixo, doando os materiais recicláveis como o papelão, o plástico e o alumínio - Vivacidade Serviços"                          "VIVAcidade - o melhor do turismo receptivo na Internet"                          "Campanha contra a dengue: lave e troque todos os dias a água dos bebedouros dos animais - VIVAcidade Serviços"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
01.08.2008. Artigo: Rodeio como sinônimo do atraso

 (*) Evandro Messias da Silva

A Idade Média acabou há cerca de 500 anos. Tempos que Galileu Galilei quase morreu por dizer que não estamos no centro do universo e que Giordano Bruno e Joana D'arc foram queimados por defenderem seus ideais. Quando bibliotecas foram queimadas e pessoas não tinha direito à leitura. Medo da revolta popular que tardou a chegar, porém, inevitável. Mulheres eram privadas de vários direitos, privações que perduram ainda hoje. Naquele tempo, entidades usavam o nome de Deus para matar, roubar e oprimir.

Se, naquela época, humanos sofreram tais perturbações, imagem os animais! Aliás, esses que nunca puderam falar a língua humana e que não têm o direito de reclamar sempre serviram às sociedades com seus trabalhos de guarda, transporte, companhia e até nos campos arando a terra e nos servindo de alimento. Porém, ainda há pessoas que dizem que somos amigos deles, mas os exploramos! Quanta amizade...

Em 2008, ainda existem os "rodeios". E não é de outros países que estou falando. É do Brasil. É, estamos atrasados mesmo. Fala-se tanto em direitos humanos, mas em relação aos animais, parece que pouca coisa saiu do papel. Alias, saiu alguma coisa?

A mídia sorocabana tem anunciado um festival do gênero que irá acontecer nas próximas semanas na cidade. Segundo a lei municipal número 8354, de 27.12.2007, artigo 37, inciso 2º, "É proibida utilização em atividades de competição ou exibição de montaria ou rodeios, de qualquer prática que implique dor ou desconforto aos animais, com o objetivo de fazê-los correr ou pular".

Ora, se é proibido, porque ainda ocorrem essas festas aqui?

Ninguém é preso. Entidades lucram com o "espetáculo". Empresas dão patrocínio para ter seus nomes atrelados aos shows e cantores se apresentam. Existe até uma cidade que é considerada tradicional no assunto. Caravanas de ônibus e de carros saem em direção a esse lugar. Tudo para ver o boi pular e servir de otário. Pois é, pessoas se propõem a sair de suas casas para alimentar essa "indústria"! E se, ao contrário, os touros montassem nas pessoas? Imagino que os direitos humanos interviriam. Paradoxal, no mínimo.

Estamos no começo do século XXI, na era digital, quando se aproxima a possibilidade de explorarmos outros mundos e descobertas de evidências de água fora da Terra, mas alguns hábitos da "idade média" perduram. Até o século VI, o Coliseu era palco de espetáculos que podemos considerar inadequados à nossa época. Tanto pessoas como animais foram massacrados ali para divertir o povo. E não é que ainda temos "espetáculos" semelhantes ainda hoje? A diferença é que hoje as pessoas são protegidas. Os animais, não.

Vez ou outra, temos as famosas touradas na Espanha onde o touro é morto por uma "diversão" duvidosa, para não dizer monstruosa. E como eu gosto quando algum engraçadinho é atropelado pelo animal!

Diga-se de passagem, mesmo nesses países, ouve-se falar de brincadeiras sadias, sem envolver animais, como é o caso da corrida do queijo na Inglaterra ou da guerra de tomates na Espanha. Se caso alguém saia machucado, pelo menos os touros não são prejudicados. Já no Brasil, temos as festas de São João, trazidas pelos portugueses, e o carnaval, que hoje perdeu a essência da festa para a promiscuidade em muitos casos, mas mesmo assim, não se usam animais. Há várias festas no país que não precisam explorar covardemente os animais.

Não é difícil ouvir falar de pessoas que caçam por laser com os mais diferentes métodos de crueldade. Existem aquelas que caçam por necessidade humana, para se alimentar. Outras, para guardar a cabeça como prêmio. Até uma modalidade, a "pesca esportiva" é considerada normal. Se o peixe se machucar, é problema dele! Claro, o pescador sai ileso. E o que dizer de quem caça para retirar a pele? Esse mercado é promissor. Um casaco de vison na principal rua de Buenos Aires sai por cerca de 8000 dólares. Não faz muito tempo, uma socialite disse na TV que entendia que os "bichinhos" iriam morrer para ela ter o seu casaco, mas que não se importava. Pois é, ainda existem pessoas que pensam assim.

Dizem que os circos com animais estão acabando. Não sei a veracidade disso, mas espero que seja verdade. Será que algum dia ouviremos falar de rodeios como algo do passado? Enquanto alguém estiver lucrando com isso, alimentado por quem se diverte em ver o animal servir de escravo, não.

(*) Evandro Messias da Silva é jornalista e cidadão.

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central