"Motorista: RADAR: 60 km/h na Av. Dr. Afonso Vergueiro próximo da R. Francisco Silva no sentido centro-bairro"                          "Motorista, nunca ultrapasse em trevos, lombadas, curvas e passagens de nível ou onde a faixa que divide as pistas seja contínua - VIVAcidade Serviços"                          "Só no Guia de Serviços VIVAcidade você tem os serviços nas proximidades dos principais pontos de referência visual da cidade - Equipe VIVAcidade"                          "VIVAcidade - linkando as notícias com os lugares"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
13.07.2008. As Eleições do Voto Nulo

 (*) Nossa Opinião

As eleições municipais deste ano em todo o Brasil contarão com um entrave bastante previsível: o voto nulo ou branco.

Não por acaso, o voto nulo ou branco este ano deverá bater recordes. Para se ter uma idéia, temos que os partidos políticos e, conseqüentemente, os políticos foram classificados numa pesquisa de opinião pública divulgada neste site como a instituição social mais rejeitada do país.

Ironicamente, a instituição com menor índice de rejeição apontada na mencionada pesquisa foram as Forças Armadas tão mal amada na época da Ditadura Militar.

Os candidatos este ano terão que enfrentar uma população com um nível de conscientização muito maior por conta do acesso a sites informativos e denunciativos sobre os políticos e seus crimes.

Muito provavelmente, a rejeição por parte da população para com os partidos e com os políticos vem do histórico de corrupção que estes colecionam e que bem sabemos através da mídia. Os políticos estão sem moral e os que têm acabam funcionando como “laranjas” (podres) ou “mixiricas” (azedas) do “Esquemão Brasil” que desvia verbas públicas o tempo todo. Para os candidatos que estão se lançando, não haverá mudança alguma. O novo candidato é apenas um “laranja” do esquema que será usado pelo poder para tudo ficar como está, pois, como se sabe, a política trabalha para os financiadores de campanha e não para a população, ainda que no discurso o candidato pregue o contrário.

Atualmente, já dá para classificar os políticos todos como péssimos representantes da população. Afinal, quem é mais honesto, um traficante ou um político? Se o primeiro trafica drogas, o segundo trafica influências. Se você parou para pensar na resposta, é porque a coisa está feia mesmo. Quem diria que um dia fôssemos chegar a este questionamento...

A crise ética e moral é tão ampla que tudo o que a imprensa fala não mais atinge os políticos. Não há mais vergonha que os abalem e nem reputação ilibada que os façam desistir de “sujar as mãos” na lama dos esquemas nos quais se encontra o suado dinheiro do contribuinte. O dinheiro honesto do contribuinte financia a desonestidade dos políticos. O Brasil é um país rico, porém, a corrupção dos políticos há muito tempo o mantém na pobreza.

É preciso que a imprensa não participe do esquema político, propagando que a política do jeito que está é algo normal ou abrindo espaço para que políticos corruptos se defendam ou se expliquem como se suas áureas fossem mais límpidas do que a da madre Tereza.

É preciso mudar a estrutura política do país e a forma como a mesma funciona. Um candidato a vereador se elege, porém, uma outra pessoa entra no poder sem precisar de eleição através de indicação para os chamados “cargos de confiança”. Um tapa na cara da democracia, pois, se de um lado um candidato rala para se eleger através do voto obrigatório (mais uma incoerência), do outro, um simples telefonema do prefeito leva uma pessoa ao Executivo sem precisar passar pelo crivo dos eleitores. Isto está completamente injusto e deve ser revisto. Isto faz com que ocorra uma “ditadura militar nas instituições democráticas”, incoerência total, verdadeira esquizofrenia social.

As pessoas votam no prefeito e não na “galera” que ele ajusta nos cargos cujos salários pagos pelos contribuintes são altíssimos. Isto tem que ser resolvido através de concurso público e em igualdade de condições. E para que tantos cargos? Hoje, com as tecnologias, dá para dispensar mais da metade dos cargos existentes em qualquer prefeitura do Brasil.

A população está totalmente desacreditada e sem motivação para votar e os candidatos a vereador terão a árdua missão de convencer o eleitor quase que utopicamente de que ocupará um cargo representativo da vontade do povo e não de seu grupo partidário, de seus financiadores de campanha ou de suas próprias vontades pessoais e egoístas.

Os marqueteiros de campanha terão que trabalhar para convencer o eleitor de que agora tudo vai ser diferente e que tudo mudou. Mas, infelizmente, nada mudou, apenas os nomes dos candidatos. O “Esquemão Brasil” vai continuar. Não existe ideologia nos partidos porque todos os políticos e candidatos querem o poder pelo poder. Todos os políticos e candidatos pertencem ao mesmo partido, o partido da manutenção do esquema político e eleitoreiro no qual todos saem ganhando, menos o Zé Povinho que é usado para manter todo o esquema funcionando através do voto obrigatório.

Por outro lado, se a população fosse obrigada a votar com o objetivo de extirpar da vida pública os políticos que aí estão, seria uma correria generalizada e filas de eleitores (pelo menos os inteligentes) já estariam formadas para se chegar às urnas eletrônicas.

(*) Equipe VIVAcidade - 13.07.2008

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central