"Motorista: RADAR: 40km/h na Rua Aparecida, número 1013, no sentido bairro-centro"                          "VIVAcidade - divulgando a cidade para melhorar o mundo"                          "VIVAcidade - toda a cidade inteligente para você"                          "Ter consciência ecológica é praticar cidadania - Vivacidade Serviços"                          
» Ver outros textos sobre a cidade Ajuda ? 
Pesquisar no VIVAcidade
 
Clique aqui para ver mais uma imagem de Sorocaba >>>>>
 
 
Hospedagem em Sorocaba
 

Página Inicial

GUIA VISUAL DA CIDADE

 

» Regiões
» Vias
» Pontos
» Pontos wi-fi
» Bairros
» Radares
» Mapas
» Google Mapas
» Vídeos

GUIA COMÉRCIO SERVIÇOS

 

» Públicos
» Particulares
» 3º Setor
» Mapas

CLASSIFICADOS

 

» Imóveis

SOBRE A CIDADE

 

» Textos e Notícias
» Agenda de Eventos
» Fórum de Debates
» Cinema
» Áudios-Vídeos
» Livros
» Telefones Úteis
» Estatísticas
» Desenvolvimento
» Invista na Cidade
» Dados Históricos
» Região Administrativa
» In English

OUTRAS FERRAMENTAS

 

» Notícias 24 horas
» Rádio on line
» Busca no Site
» Busca CEP
» Dólar e Economia
» Previsão do Tempo
» Calendário

VIVACIDADE SITE-EMPRESA
 

» Quem Somos
» Propósitos
» Conceitos
» Perguntas - Usuários
» Perguntas - Anunciantes
» Fale Conosco
» Orkut
» Twitter
» Facebook
» Linkedin
» YouTube
» Depto. Comercial
» Depto. Jurídico

 
Campanhas de Cidadania
Comitê da Ficha Limpa em Sorocaba
 
Campanha Ficha Limpa
 
Consulte antes de votar
 
 
Saiba Mais
 
Abaixo Assinado Eletrônico

 

OAB-SP - Abaixo Assinado Eletrônico
 
19.06.2008. Entenda a relação Poder & Imprensa

 (*) Luís Renato Cruz Vieira de Andrade

Muitas pessoas não conseguem entender como os meios de comunicação (imprensa, mídia) se relacionam com o governo (fonte pagadora das verbas publicitárias). Esta relação pode fazer com que os meios de comunicação fiquem sem autonomia, em linguagem mais popular, os meios de comunicação podem ficar de "rabo preso" com o governo. Como a imprensa mantém o governo? Como o governo mantém a imprensa? Como ambos se mantêm no poder?

Vejamos de maneira simples como funciona o esquema que mantém esta relação:

1. O governo estabelece relações políticas e de amizade com o meio de comunicação que irá difundir suas idéias e discursos direta ou indiretamente através de campanhas ou notícias.

2. O meio de comunicação estabelece relações políticas e de amizade com o governo que irá lhe pagar ou lhe favorecer de outras formas.

3. Firma-se um contrato formal ou verbal (de verbo e de verba) entre o governo e o meio de comunicação.

4. O governo injeta verbas publicitárias no meio de comunicação para difusão de campanhas publicitárias (por exemplos, "use o cinto de segurança", “economize água”, etc.) ou de notícias (por exemplos, “Inauguração da obra tal”, “Fulano diz que será candidato”, etc.).

5. Como o meio de comunicação recebeu verba ou favorecimentos do governo para a veiculação e a difusão de campanhas publicitárias ou de notícias, o mesmo se vê na obrigação de fazer matérias laudatórias sobre o governo (fonte pagadora) ou omitir fatos negativos sobre o governo.

6. A imprensa deverá falar muito bem daquele que está lhe pagando, no caso o governo, através de artigos elogiosos, entrevistas ou através de matérias positivas, de preferência sem análise crítica, sempre pendendo para o lado da fonte pagadora.

7. Com as verbas do governo, os meios de comunicação podem planejar a melhor forma de persuadir e influenciar o público (eleitor), pois, como se sabe, em mídia, tudo é planejado, até o sorriso dos que aparecem nas fotos.

8. O governo ganha as eleições, pois os meios de comunicação que receberam as verbas do governo são exatamente as fontes informativas pesquisadas pelos eleitores. Desta forma, os meios de comunicação acabam realizando uma espécie de campanha política “indireta”, participando do esquema eleitoral da fonte pagadora.

9. Os veículos de comunicação dizem que são isentos, mas não são, isso é apenas marketing, e disso eles entendem bastante.

10. Os veículos de comunicação usam as verbas publicitárias não apenas para eleger o candidato ou o partido que o está apoiando financeiramente como também para alienar ou distrair o povo (eleitor), deixando o povo (eleitor) bem burro e consumista para que o mesmo não perceba o esquema. O governo, por sua vez, faz o seu papel, afrouxando as instituições de ensino. Uma grande parceria entre a mídia e o governo.

11. No fundo, quem mantém este esquema político-midiático-eleitoral, mesmo sem ter consciência, é o próprio povo (eleitor) através dos impostos cujas verbas que alimentam os cofres públicos vão ser novamente repassadas para os meios de comunicação com os propósitos já mencionados.

12. O esquema se repete no mandato seguinte num ciclo vicioso sem fim, numa espécie de campanha política distorcida que acontece durante todo o ano.

13. O ciclo se repete do item 1 ao 12.

(*) Luís Renato Cruz Vieira de Andrade é Gestor de Processos Comunicacionais pela ECA-USP e sócio-diretor do site VIVAcidade em Sorocaba.

VIVAcidade - Copyright © 2004-2016 - Todos os direitos reservados | Aviso Legal
VIVACIDADE INTERNET E COMUNICAÇÃO LTDA.
Fale com o VIVAcidade: Clique Aqui

 

 

VIVAcidade Sorocaba
Tipo: Comunicação
Região: Além Linha-Trujillo
Local: Rua Ângelo Elias, 689
Ver mais no Guia VC

Leia Mais
Saiba Mais
Fórum de Debates
 
sociais.com
Conheça Votorantim

Galeria de Mapas
Comércio e Serviços
Rodovias de Acesso
Ruas e Avenidas
Regiões da Cidade
Região Central